quarta-feira, 8 de junho de 2011

Ronaldo perde 3 chances de gol e recebe homenagem na despedida

Ao som de 'Deixa a vida me levar', ele deu uma lenta volta olímpica e acenou, no Pacaembu

A festa de despedida de Ronaldo na seleção brasileira foi perfeita. Ou quase. Quase porque o atacante perdeu três chances claras de gol que o consagrariam ainda mais na partida amistosa contra a Romênia, nesta terça-feira, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Com o Brasil vencendo com gol de Fred, Ronaldo entrou aos 30 e em suas oportunidades de fazer o gol, o goleiro defendeu duas e a outra foi um chute bisonho do Fenômeno por cima do gol.

Assim que o confronto começou, Ronaldo apareceu ainda no vestiário do Pacaembu fazendo um leve aquecimento na companhia de seus filhos Ronald e Alex. O atacante ficou batendo bola com os dois e foi ovacionado pela torcida ao ser mostrado no telão do estádio. Nesse momento, ainda aos 20 minutos de jogo, os torcedores já gritavam pela presença do craque em campo.

E ela aconteceu aos 27 minutos, quando Ronaldo subiu as escadarias do vestiário e apareceu no gramado. Aos 30, chegou a hora de entrar na partida, o que provocou muita festa no estádio. Até Fred, a quem substituiu, fez uma reverência ao Fenômeno antes de sair.

O primeiro toque na bola aconteceu logo aos 31 minutos, em uma triangulação com o lateral-esquerdo André Santos, seu ex-companheiro de Corinthians, e Robinho. A primeira chance de gol veio aos 35. Livre na pequena área, Ronaldo recebeu um passe de Neymar e chutou fraco no meio gol, mas o goleiro Tatarusanu conseguiu fazer uma defesa à queima-roupa com o braço direito.

Quatro minutos mais tarde, um lance bisonho que acabou divertindo a todos. Sem marcação dentro da área, Ronaldo recebeu passe de Robinho e chutou de forma totalmente equivocada por cima do gol. O próprio Fenômeno deu risada da jogada que fez.

Aos 41 minutos, a terceira e última chance. Em uma jogada de Neymar pela ponta direita, Ronaldo se colocou na entrada da área e recebeu o passe. O chute saiu rasteiro e cruzado no canto direito do goleiro romeno, que conseguiu espalmar para frente.

Depois disso, Ronaldo pouco fez em campo e o árbitro argentino Sergio Pezzota encerrou o primeiro tempo aos 47 minutos. A partir daí, começaram as homenagens ao atacante, que primeiramente recebeu do juiz a bola do jogo e seu apito. Na saída do gramado, foi aplaudido por todos os jogadores e comissão técnica das duas seleções, que formaram um corredor para a passagem de Ronaldo.

Ao som de Deixa a vida me levar, de Zeca Pagodinho, o jogador deu uma lenta volta olímpica bem junto ao alambrado do Pacaembu para saudar os torcedores. Depois, no meio do campo, muito emocionado, Ronaldo fez um breve discurso, em que agradeceu a todos e pediu desculpas pelas oportunidades desperdiçadas. "Vocês são demais. Mas me desculpem. Tive três chances e não consegui. Mas meu muito obrigado por tudo. Tudo o que fizeram na minha carreira", disse.

No final, Ronaldo se despediu com mais um obrigado, mas também com um até breve. "Obrigado e até breve. Mas desta vez fora dos campos", afirmou, antes de deixar o gramado e ser mais uma vez aplaudido por todo o Pacaembu.

Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário